Rua do Instituto Industrial 16, 1200-225 Lisboa - Portugal

Estudo de Clima: a fotografia da cultura organizacional

A importância dos estudos de clima nas organizações

A importância dos Estudos de Clima

O Clima Organizacional é definido como o ambiente vivido na organização, resultado de uma perceção coletiva no que diz respeito às emoções e aos comportamentos dos colaboradores. Esta perceção tem um impacto na experiência e no alinhamento dos colaboradores com a sua organização.

Algumas organizações fazem Estudos de Clima apenas uma vez por ano. Num período de grandes incertezas e agitação (como é exemplo o ano de 2020), existe uma maior instabilidade, resultando numa fase de mudança, tendo em conta que os colaboradores podem mudar de objetivos, de motivações, ou até experienciar mudanças a nível pessoal. Por isso, torna-se necessário realizar estes estudos de forma sistemática e periódica, de forma a prevenir futuros problemas de alinhamento e de ligação com a cultura organizacional. 

Alguns desafios como a elevada rotatividade de colaboradores, a falta de motivação e a falta de produtividade das equipas poderão ser colmatados, desde cedo, se houver uma correta identificação das causas. Mais importante ainda é conseguir identificar que fatores poderão estar a influenciar, de forma positiva ou negativa, o clima organizacional, com o objetivo de os utilizar enquanto ferramentas de tomada de decisão.

É essencial obter resultados sobre o Clima Organizacional através de um ponto de vista geral de toda a organização, mas também é crucial conseguir detalhar a análise por equipas e/ou departamentos. Esta análise detalhada permite reconhecer, desde cedo, lacunas no ambiente de trabalho dos colaboradores de determinados grupos, uma vez que a liderança tem um impacto significativo no clima.

Desafios da Pandemia

Se antes de 2020 os desafios de medir e gerir o clima organizacional eram grandes, em período de pandemia esse desafio tornou-se ainda maior.

A pandemia do SARS-COV-2 veio acelerar uma tendência muito debatida entre profissionais de Recursos Humanos – a flexibilização do trabalho. Se por um lado, é um benefício para os colaboradores poderem ter flexibilidade quanto à escolha do seu local de trabalho, e até no seu horário, é, por outro lado, um desafio para os profissionais de recursos humanos gerir pessoas à distância.

A gestão de equipas à distância traz consigo desafios muito diferentes no que diz respeito ao alinhamento e à ligação dos colaboradores com as suas equipas, com os seus líderes, e até com a própria organização. Por isso, torna-se fundamental ajustar as práticas de recolha de informação sobre os colaboradores, de forma a conseguir tomar medidas eficazes que melhorem a ligação destes para com a empresa.

Termómetro do Engagement

O Termómetro do Engagement da GFoundry permite que conheça as principais tendências, sentimentos e padrões de comportamento em toda a empresa através de feedback contínuo de toda a comunidade.

Os utilizadores da plataforma respondem, de forma periódica e automática, a questões segmentadas por 9 métricas (como Feedback, Reconhecimento, Desenvolvimento Pessoal, Engagement com Managers, entre outras), dando origem a um engagement score que poderá ser consultado posteriormente.

O Termómetro é uma ferramenta importante não só para analisar a fotografia momentânea da organização, mas também como forma de avaliar a evolução de determinadas métricas ao longo do tempo. Através desta análise temporal, é possível perceber qual é o impacto da implementação de determinadas medidas na organização, suportando todas as decisões tomadas pela gestão de topo.

Conheça os nossos módulos. Veja como o podemos ajudar!

Cada um dos nossos módulos ajuda a resolver um ou mais desafios de uma organização.

Cada módulo pode ser conectado de forma independente, mas todos comunicam entre si para permitir uma estratégia integrada em toda a organização.

Related Posts